Como contratar um digital influencer para divulgar sua marca ou evento?

É incontestável que as redes sociais são hoje a principal vitrine e canal de relacionamento com o cliente de muitas marcas. Junto com essas redes surgiram também pessoas que conquistaram uma grande audiência, principalmente no Instagram e YouTube.

 

Devido ao grande número de seguidores e poder sobre um determinado nicho (como moda ou fitness) essas pessoas conseguem fazer o papel de mídia e são contratadas por marcas, principalmente as B2C, para falarem sobre os produtos e participarem de eventos. Pois bem, estes são os digital influencers. É uma evolução das blogueiras de 5 anos atrás.

 

Antes de tudo é preciso analisar muito bem em quem estamos investindo, ok? O influenciador será um embaixador da sua marca. Uma “autoridade” para determinada comunidade que dará opinião sobre seu produto/serviço. Então é imprescindível que as qualidades, valores e interesses dele sejam compatíveis ao da sua empresa. Também é plausível levantar se ele já fez parceria com algum concorrente seu.

 

1. Esse influenciador fala com o meu público?

 

Como eles são em sua maioria nichados, a marca interessada precisa mapear se essa pessoa pretendida atinge a sua persona.

Por exemplo, você já ouviu falar da Flavia Calina? Se você não pesquisa assuntos sobre maternidade ou trabalha com esse setor, você provavelmente não a conhece. O canal dela tem nada menos do que 5,5 milhões de inscritos e vídeos com 200k visualizações em média. Você pode não conhecer, mas marcas que atendem esse segmento com certeza estão de olho.

 

 Flavia Calina; mais de 5 milhões de inscritos em seu canal

 

2.Faça uma análise e solicite números

 

Encontramos por aí alguns casos de influenciadores que possuem um bom número de seguidores, em média 50k, mas seus posts conquistam apenas 20 likes. Isso quer dizer que essa pessoa comprou os seguidores ou não está engajando com os posts dela. Antes de colocar dinheiro, é preciso avaliar o quesito ENGAJAMENTO.

Os influencers querem ser tratados como mídia, certo? Então eles devem nos apresentar dados que qualquer tipo mídia fornece como: pageviews, seguidores, acessos, taxa conversão, se possível o ROI de clientes e cases… O velho e bom midia kit.

Se as empresas contratantes começarem a exigir dados como esses, a tendência é que esse mercado se profissionalize mais e consequentemente melhore.

 

3. Se preciso, procure uma plataforma especializada

 

Caso seja um investimento alto disponível  para essa ação de influencer marketing, é prudente contratar via agência ou plataforma que possa te auxiliar nessa análise.

Existem algumas como a FHitz e Influency.me que possuem um leque de opções em seu portfólio, te ajudam na definição da pessoa adequada e também no briefing da campanha que será passado para o influenciador, como quantidade de inserções e uso de hashtags.

 

4.Quanto e como os influenciadores cobram?

 

Eles podem cobrar um valor fixo por uma ação ou pacote de entregáveis (vídeo, texto, presença em evento, etc), ou pode ser por CPM (custo por mil exibições do anúncio); CPC (custo por clique no anúncio) e por conversão.

É bem comum existir acordos de parceria ou parte do valor em permuta do produto ou serviço do cliente. Antigamente isso era mais frequente, hoje apenas os micro influenciadores (de 2k a 30k e média) ainda aceitam esse tipo de negociação.

 

Citamos abaixo 2 orçamentos que fizemos para ilustrar esse artigo:

Influenciadora 1

Ramo: Moda e beleza

50k seguidores no Instagram

R$ 250,00 por post ou Storie

Ou pacote de 4 posts por R$ 500,00

 

Influenciadora 2

Ramo: Lifestyle

1,7m seguidores no Instagram

R$ 6.000,00 por 2 posts + 2 Stories

Presença em evento por 2h: R$ 2.500,00.

 

Convenhamos que com esses valores dá para fazer miséria em Google AdWords, Facebook e Instagram Ads, não é mesmo?

5.Ferramenta de tecnologia

 

Daniel Romualdo, CTO da castfy, presenciando a dificuldade de analisar e mensurar o engajamento real que os influenciadores possuem, desenvolveu uma ferramenta com um algoritmo de análise de comentários, curtidas, interações entre o influenciador e o público, respostas, críticas e muita matemática.

Assim nasceu a Influencers Metrics, que está sendo utilizada inicialmente pela Influencers.Inc, que submete todos os influenciadores da plataforma à análise automatizada e assim eles recebem uma nota de engajamento embasada.

Essa ferramenta em breve será disponibilizada ao público interessado para contratação.

E aí galera da Eventech, qual é a opinião de vocês sobre a contratação de digital influencers? Comentem e deixem aqui a valiosa contribuição de vocês, combinado?!

Camila Nistal

Fundadora e Diretora Executiva da castfy Formada em Turismo, com pós-graduação em Produção e Planejamento de Eventos. Amante de marketing digital e da terra da garoa, São Paulo ;) -- camila@castfy.com.br

One thought to “Como contratar um digital influencer para divulgar sua marca ou evento?”

  1. Excelente tema e matéria muito bem elaborada e a ferramenta criada pelo Daniel é show de bola para analisar as marcas dos influenciadores digitais neste mercado de ampla expansão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *